Como montar uma casa voltada para a geração Alpha?

Os Millennials e a Geração Z surpreenderam o mundo com suas habilidades para comunicação e tecnologia, mas a geração Alpha (nascidos a partir de 2010) já marca a história por ser a primeira 100% nativa digital. Isso não determina apenas como essas crianças se divertem, estudam ou interagem, mas também influencia na sua criatividade, independência e na compreensão do seu meio, da realidade, de si e do outro.

O mundo digital é dinâmico, mutável, diverso e adaptável, e isso reflete diretamente no desenvolvimento cognitivo e social da geração Alpha. Por isso, uma casa voltada para essas crianças não pode ser um espaço linear e estático. Deve ser dinâmico, integrado e criativo, permitindo conexões espontâneas e direcionadas no dia a dia.

Trouxemos 5 passos para você montar uma casa coerente com a dinâmica dessa geração:

 

1- Abrace a tecnologia

É fato que a tecnologia está em todo canto, então não há como (nem porquê) evitá-la. Assistentes virtuais, realidade aumentada, inteligência artificial e robôs no geral oferecem soluções domésticas interessantes para toda a família. Para as crianças, a curiosidade sobre como essas ferramentas e dispositivos funcionam pode estimular um interesse pela ciência extremamente edificante para o seu desenvolvimento intelectual.

2- Liberdade criativa e conexões orgânicas

A geração Alpha pode ter nascido em um mundo digital, mas isso não significa que essas crianças não necessitam de conexões mais orgânicas, de contato e consciência sobre a natureza. Pelo contrário, elas já têm, desde muito cedo, noções sobre bem-estar e sustentabilidade. Por isso, estimular o vínculo com a terra é necessário e essencial. A onda Urban Jungle vem dessa necessidade, e pode ser implantada tanto em casas quanto em apartamentos.

3- Cozinha coletiva

Esse contato intenso e natural com a tecnologia não inibe a curiosidade das crianças por atividades manuais. Por isso, ter uma cozinha onde os pequenos possam interagir com os pais no preparo das refeições e em outras atividades, influencia em diversos aspectos: educação alimentar, responsabilidade, coletividade, desenvolvimento motor, conexão familiar, autonomia, etc.

4- Ambiente acolhedor

Proibir determinados lugares e retirar objetos do alcance das crianças pode causar uma sensação de não pertencimento, já que elas precisam de conexões amplas. Por isso, aposte em móveis e decorações que sejam dispostas de forma segura para que as crianças possam explorar o ambiente por completo.

 5- Organização

Aqui não estamos falando de uma casa categoricamente organizada onde cada coisa tem seu lugar milimetricamente calculado. Falamos aqui da extinção do quartinho da bagunça, das caixas cheias e “trecos” e das pilhas de brinquedos. Por serem muito mais autônomas e proativas, é importante para as crianças da geração Alpha receberem noções de responsabilidade e organização. Aposte em móveis com compartimentos precisos e no minimalismo. Assim fica mais fácil de organizar a rotina e a casa, além de trabalhar noções de consumo consciente e sustentabilidade.

Gostou das dicas? Para implementar esses passos na sua casa e deixá-la adequada para o desenvolvimento da geração Alpha, entre em contato com a Lacuna. Você pode solicitar uma cotação pelo whatsapp no número (41) 9 9947-0068.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *